O candidato da coligação do PSD/CDS-PP à Câmara de Arouca, Fernando Mendes, assumiu que a sua vontade “será sempre fazer mais e melhor pelos arouquenses”.

A dinâmica que se tem criado à volta desta candidatura é realmente fantástica e sinto-me muito honrado por ser a voz de um movimento que vem crescendo e que está diariamente nas ruas a lutar, com muito trabalho”, afirmou.

Fernando Mendes falava este sábado durante a cerimónia de assinatura do acordo de coligação entre o PSD e o CDS-PP com vista às eleições autárquicas de 2017. Para o candidato da coligação “Somos Arouca” – designação atribuída a esta aliança partidária -, a iniciativa dos dois partidos representa “um grande acréscimo de confiança” neste projecto autárquico.

O projecto que está a ser construído contará com o contributo de todos e não tenham dúvidas que será uma demonstração de competência, de ambição, de enorme vontade de dar tudo por Arouca, pelos arouquenses e pelas suas reais necessidades”, disse.

Somos o sonho arouquense. Somos a esperança de um futuro melhor”, acrescentou, convicto de que será, a partir de 01 de Outubro, “o próximo presidente da Câmara Municipal de Arouca”.

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, assim como o porta-voz do CDS-PP, João Almeida, figuras de proa presentes nesta cerimónia, não pouparam elogios à candidatura.

Fernando Mendes é o rosto daquilo que é ser, viver e sentir Arouca”, salientou Luís Montenegro.

Estamos a falar da melhor solução política para os próximos quatro anos”, reforçou João Almeida.

Juntos, PSD e CDS-PP são actualmente poder em 20 câmaras municipais. Em 2013, quando os dois partidos estavam coligados no Governo, a aliança estendeu-se a 89 municípios.

Sandra Melo é terceira na lista à Câmara

O presidente da concelhia de Arouca do CDS-PP, Pedro Rodrigues Vieira, apresentou oficialmente o nome de Sandra Melo como número três da lista de candidatos da coligação “Somos Arouca” à Câmara Municipal.

É uma honra para nós poder contar com quadros como a Sandra, de reconhecido mérito. O seu percurso profissional e académico falam por si, dispensando quaisquer apresentações”, disse, destacando a opção por Arouca desta doutorada em Engenharia Civil e especialista em Mobilidade, quando “outras propostas, também elas aliciantes lhe bateram à porta”.

O candidato à presidência da autarquia desta aliança partidária, Fernando Mendes, salientou que Sandra Melo é “um excelente exemplo da mais-valia que constitui esta associação dos dois partidos”.

Na ocasião, Fernando Mendes também destacou o nome de Vítor Carvalho, número dois na lista, considerando mesmo este gestor e consultor de empresas “um autêntico braço direito”.

Tem capacidade de trabalho formidável, conhece muito bem a realidade do nosso concelho, é um homem dedicado à causa pública, um profissional com reconhecido sucesso, capaz de gerar uma empatia transversal a todas as gerações”, concluiu o candidato.

Críticas à candidatura socialista

No primeiro momento da aliança PSD/CDS-PP, responsáveis concelhios dos dois partidos deixaram claros os seus desígnios.

Não somos munidos por uma ambição desmesurada. Estamos aqui para propor soluções viáveis para os problemas reais”, disse o presidente da concelhia de Arouca do CDS-PP, Pedro Rodrigues Vieira.

Esta equipa que irá abraçar o grande desafio eleitoral foi escolhida a pensar no futuro e não no passado”, afirmou. “Não pretendemos andar para trás… é em frente que queremos ir”, frisou.

O líder concelhio do PSD, Rui Vilar, criticou recentes declarações da candidata do PS, partido que gere os destinos camarários. “Quem colocou, quem coloca e quem com certeza vai continuar a colocar Arouca no mapa, somos nós, os arouquenses”, fez questão de sublinhar.

Os arouquenses precisam hoje em dia de uma resposta básica às suas necessidades mais prementes. O Geoparque e o turismo serão para nós uma aposta ainda mais forte do que a actual, mas não será por isso que vamos descurar as necessidades do dia-a-dia dos nossos cidadãos, e que o actual executivo não consegue dar resposta”, destacou.

Sobre o acordo de coligação, Rui Vilar disse que “não é um acto histórico”, mas ciente que “fará história no próximo dia 01 de Outubro quando Fernando Mendes for eleito presidente da Câmara Municipal de Arouca”.

Mais desenvolvimentos na próxima edição impressa.