O Arouca perdeu frente ao Estoril (4-2), no passado dia 21 de maio, no Estádio Municipal de Arouca, em jogo da 34ª jornada da I Liga de Futebol. Depois da derrota frente ao Tondela da jornada anterior, a equipa arouquense, que precisava apenas de um empate, não conseguiu um resultado favorável no último jogo do campeonato e desce à II Liga.

Depois da derrota frente ao Tondela do passado dia 13 de maio, a contar para a 33ª jornada do campeonato, o Arouca voltou a perder, desta vez, frente ao Estoril. Os golos marcados por Adilson Goiano aos 1 e 31 minutos de jogo, não foram suficientes para o Arouca voltar a casa com uma vitória na última partida do campeonato. Depois da participação na Liga Europa e da troca constante de treinador, o Futebol Clube de Arouca desce agora de divisão.

Ficaram de fora da partida Bracali e Kuca, devido a lesão e Jubal e André Santos, castigados. Já no lado do Estoril falharam Nuno Lopes, Diogo Amado e Joel, devido a lesão, e Kléber, a cumprir castigo.

A precisar apenas de um empate para a permanência na I Liga, o Arouca marcou logo no primeiro minuto da partida. Livre de Crivellaro na esquerda, que Adilson recebeu e cabeceou para o 0-1. Contudo, a vantagem não se manteve por muito tempo. Depois de uma falta de Vítor sobre Allano, o árbitro assinalou grande penalidade e a equipa da casa não desperdiçou. André Claro foi o autor do golo que, aos 6 minutos, restabeleceu a igualdade no marcador. Igualdade que não durou muito tempo. Aos 19 minutos, o Estoril fez o 2-1, com um remate certeiro de Carlinhos. Reviravolta no jogo.

O Estoril foi crescendo na partida e marcou o terceiro golo ainda antes do intervalo. Devido a alguma passividade da defesa do Arouca, Bruno Gomes rematou sem oposição. A formação arouquense respondeu e, 2 minutos depois, Adilson Goiano bisou na partida, depois da assistência de Crivellaro.

O minuto 40 ficou marcado pela expulsão de Hugo Basto por agressão a Bruno Gomes, deixando a equipa do Arouca reduzida a dez jogadores.

Na segunda parte, o Estoril foi protagonista de mais oportunidades, com Bruno Gomes a sobressair e rematar, aos 72 minutos, valendo a defesa de Bolat. O quarto golo acabou mesmo por surgir, aos 75 minutos, pelos pés de Gustavo Tocantins que, na sequência de um canto, não errou o alvo. 4-2 foi o resultado final.

Com esta derrota, a equipa de Jorge Leitão terminou o campeonato na 17ª posição da tabela classificativa, com 32 pontos: 23 conseguidos na primeira volta e 9 pontos na segunda ronda. O Estoril terminou a temporada em 10º lugar, com 38 pontos.

Texto de Andreia Borges | Foto: MaisFutebol

Estoril

F.C. Arouca

4

2

3 Ao intervalo 2

31 – Moreira

38 – S. Bolat

3 – Ailton

5 – Anderson Luis

2 – João Afonso

3 – Hugo Basto

33 – Dankler

4 – J. Velázquez

7 – Mano

6 – Vítor

6 – Afonso Taira

8 – Adilson Goiano

19 – D. Yarchuk (João Basso, 83’)

66 – Nuno Coelho

95 – Allano (Gustavo Tocantins, 67’)

12 – Mateus (Keirrison, 87’)

76 – Carlinhos (Matheus Índio, 57’)

10 – Nuno Valente (Gilson Costa, 74’)

22 – André Claro

50 – Crivellaro (Walter González, 80’)

9 – Bruno Gomes

16 – Tomané

PEDRO EMANUEL

JORGE LEITÃO

4x2x3x1

4x2x3x1

ÁRBITRO: Jorge Sousa, auxiliado por Álvaro Mesquita e Nuno Manso.

GOLOS: Adilson Goiano (1’ e 31’), André Claro (6’), Carlinhos (19’), Bruno Gomes (30’) e Gustavo Tocantins (75’).

DISCIPLINA: Cartão Vermelho a: Hugo Basto (41’).

Cartão amarelo a: Vítor (6’), Dankler (38’), Mateus (51’), D. Yarchuk (79’), Walter González (82’), Adilson Goiano (84’), João Basso (90’) e J. Velázquez (90’).