O Município de Arouca distinguiu, uma vez mais, algumas personalidades arouquenses no Dia do Município e da Rainha Santa Mafalda, padroeira de Arouca. Manuel Sousa (Cavadinha), António David Silva e o grupo dos 13 fundadores do Arouca Barra Clube foram os homenageados deste ano, agraciados com a Medalha de Mérito Municipal – Grau Ouro.

Numa cerimónia que se realizou na passada terça-feira, dia 2 de maio, feriado municipal e festa em honra da Rainha Santa Mafalda, padroeira de Arouca, José Artur Neves, presidente da Câmara Municipal, deu início à cerimónia enumerando algumas das diversas personalidades e entidades arouquenses que já foram agraciadas com a distinção, nomeadamente o empresário Fernando Teles, o Futebol Clube de Arouca, a Rádio Regional de Arouca, várias Instituições de Solidariedade Social, José Carlos Noronha, Maria de Lurdes Fernandes, entre outros.

O autarca apresentou também os homenageados deste ano, começando pelos 13 fundadores do Arouca Barra Clube, destacando “a dinâmica do Clube e a importância que conquistou no Brasil” enquanto divulgador da identidade arouquense naquele país, “assim como forte ator da reinvenção das tradições”. Dos 13 fundadores do Clube, “que sentiram necessidade de manter vivas as tradições do seu local de nascimento e de dá-las a conhecer ao imenso país que tão bem os acolheu”, estão vivos apenas dois, sendo que só um deles marcou presença na cerimónia, bem como familiares de dois outros fundadores.

Um desses familiares (o filho) de um dos fundadores já falecido, recebeu a medalha em nome do pai e agradeceu, num discurso emocionado, a homenagem, relatando um pouco da história de vida do seu pai e da relação com Arouca.

Seguiu-se a entrega da Medalha de Mérito Municipal a Manuel dos Santos Teixeira de Sousa (“Cavadinha”), descrito por Artur Neves como “símbolo do comércio em Arouca”, “trabalhador incansável e um verdadeiro visionário, com um pensamento à frente do seu tempo, de grande importância para a história económica e comercial de Arouca”.

Manuel de Sousa esteve presente na cerimónia e, através de um discurso lido pelo neto, agradeceu à Câmara Municipal por ter escolhido “a minha humilde pessoa para homenagear”, destacando a honra que sentia.

Por fim, Artur Neves evidenciou o trabalho de António David Silva, enquanto “rosto da Arouplás”, reconhecendo o mérito pelo crescimento e pelo trabalho desenvolvido na empresa que criou. O presidente da Câmara Municipal destacou também o envolvimento do empresário em causas sociais e na ligação aos rotários.

Dedico esta distinção aos 120 colaboradores da Arouplás. Se não fossem eles eu não estaria aqui hoje”, agradeceu visivelmente emocionado António David Silva, referindo também o apoio da família e amigos.

Além dos homenageados, familiares e amigos, estiveram também presentes no Salão Nobre dos Paços do Concelho vários membros do executivo camarário, membros da Assembleia Municipal e outros elementos ligados à política do concelho.

A cerimónia terminou com um convívio final, onde não faltaram os Doces Conventuais de Arouca.

Texto de Andreia Borges