O Arouca empatou com o Moreirense (2-2), no passado domingo, dia 30 de abril, no Estádio Municipal de Arouca, em jogo da 31ª jornada da I Liga de Futebol. Depois da derrota frente ao Rio Ave da jornada anterior, a equipa arouquense não foi além de um empate, com dois golos apontados por Tomané e Crivellaro ainda na primeira parte.

Depois da derrota frente ao Rio Ave do passado dia 21 de abril, a contar para a 30ª jornada do campeonato, o Arouca empatou, em casa, frente ao Moreirense. A equipa arouquense marcou os dois golos ainda na primeira parte, tendo ido para o intervalo em vantagem, mas logo nos primeiros minutos da segunda parte, o Moreirense dominou e conseguiu marcar dois golos que restabeleceram a igualdade no marcador, resultado que se manteve até ao final da partida.

O Moreirense entrou no jogo disposto a dar trabalho à defensiva arouquense, com a primeira ocasião de perigo a sair dos pés de Neto, aos 18 minutos, para defesa de Bolat. Já do lado do Arouca, Artur e Nuno Coelho tentavam desestabilizar com as suas iniciativas.

O golo do Arouca acabou mesmo por surgir, mas pelos pés de Tomané. Depois de um passe errado por Dramé, a bola sobrou para Tomané que, isolado, atirou para o fundo da baliza de Makaridze, aos 31 minutos de jogo. Estava inaugurado o marcador. Não satisfeita com a vantagem, a equipa do Arouca marcou o segundo ainda antes do intervalo, aos 45 minutos, na sequência de um cruzamento de Mateus, que Crivellaro desviou para o fundo da baliza do guarda redes Moreirense. A formação de Jorge Leitão saiu para o intervalo com uma vantagem confortável, que se viria a alterar no segundo tempo.

Na segunda parte, Petit substituiu Saré pelo experiente Sougou, que depressa mostrou trabalho ao assistir Boateng para o primeiro golo da equipa de Moreira de Cónegos, aos 47 minutos.

O Moreirense dominava o segundo tempo e o golo do empate acabou por surgir pouco depois, aos 58 minutos, novamente pelos pés de Boateng. Depois de uma assistência de Nildo, o jogador Ganês rematou de pé esquerdo, fora do alcance de Bolat.

No restante tempo de jogo, o Moreirense continuou superior e poderia ter saído de Arouca com uma vitória, principalmente depois de um remate de Dramé, não fosse Bolat, atento, a defender as investidas da equipa visitante.

Com este empate, a equipa de Jorge Leitão ocupa a 14ª posição da tabela classificativa, com 32 pontos. O Moreirense ocupa o 16º lugar da lista, com 26 pontos.

F.C. Arouca

Moreirense F.C.

2

2

2 Ao intervalo 0

38 – S. Bolat

1 – G. Makaridze

55 – Nelsinho

95 – P. Sagna

66 – Nuno Coelho

14 – Diego Ivo

33 – Jubal

44 – Diego

5 – Anderson Luís

5 – Pedro Rebocho

10 – Nuno Valente

18 – Cauê

26 – André Santos

91 – Neto

7 – Artur (Adilson Goiano, 83’)

90 – B. Saré (M. Sougou, 46’/ Frederic Maciel, 84’)

50 – Crivellaro

16 – Nildo Petrolina

16 – Tomané

29 – E. Boateng (Alex, 74’)

12 – Mateus (Walter González, 64’)

93 – O. Drame

JORGE LEITÃO

PETIT

4x3x3

4x3x3

ÁRBITRO: Artur Soares Dias, auxiliado por Rui Licínio e Paulo Soares.

GOLOS: Tomané (31’), Crivellaro (45+2’) e E. Boateng (47’ e 58’).

DISCIPLINA: Cartão amarelo a: O. Drame (35’).