Exploradores, Pioneiros e Caminheiros do Agrupamento 508 Arões rumaram, nos dias 17, 18 e 19 de dezembro, até à sede do Agrupamento 170 da Sertã, onde tiveram a base para os raides e visitas históricas que efetuaram naquela zona e no norte Alentejo.

No primeiro dia tiveram a oportunidade de ir até Cernache de Bonjardim, onde juntamente com alguns escuteiros daquela localidade, puderam ouvir a história do padroeiro S. Nuno de Sta. Maria (D. Nuno Álvares Pereira) que ali nasceu num local que hoje faz parte da quinta do seminário da Boa Nova.

Obrigado a quem nos explicou todas as virtudes de S. Nuno, pois ficamos mais conscientes da sua realidade, simplicidade e coração firme de quem sabia comandar homens”, agradeceu Carlos Tavares, chefe adjunto.

No mesmo dia realizou-se a Eucaristia, onde foi distribuída por todos os participantes a Luz da Paz de Belém, seguindo-se o jantar de Natal, em conjunto com os escuteiros, pais e amigos. Depois do jantar e com o frio que se fez sentir, os escuteiros juntaram-se aos pioneiros do 170 para um raid noturno.

No domingo, o dia começou com uma visita de carrinhas que teve como primeira paragem Castelo de Vide, onde depois de percorrer os lugares mais históricos, puderam saborear o almoço ao sol. Seguiram depois para o Marvão, onde também foram confrontados com vento e frio.

O regresso decorreu no dia seguinte, com paragem pelos presépios de Silveira e Penela.

Autênticas obras de arte que nos deixou a todos deslumbrados com a capacidade comunitária para construir as belezas que encontramos. Grande canhota para o Agrupamento 170 por nos ter acolhido e os 16 magníficos que deixaram as quentinhas lareiras e partiram.”, afirmou Carlos Tavares.