Comunicado PSD Arouca: Inoperância perante um problema de saúde pública

A saúde é uma das necessidades mais básicas de qualquer ser humano. Neste contexto, e tendo por base as mais recentes notícias publicadas edição 469 – Sexta-feira, 15 de Junho de 2018 no Jornal Discurso Directo, no que refere à interdição para fins balneares de uma das praias fluviais mais procuradas no nosso concelho, é com grande apreensão que vemos, por parte do Município de Arouca, tamanho desleixo perante este problema de saúde pública.

Independentemente da questão processual referida por parte do executivo e mesmo tendo conhecimento de que os comunicados conjuntos entre o Instituto de Socorros a Náufragos a Direção-Geral da Saúde e a Agência Portuguesa do Ambiente, I.P. são publicados durante a interdição, é inadmissível o inoperância da entidade que deveria zelar pelo bem comum dos arouquenses e dos muitos que nos visitam.

Independentemente da questão processual o mínimo exigido era a interdição a banhos de forma bem visível desta praia fluvial.

Certos de que não será um excelente cartão de visita para quem nos procura, é nossa convicção de que a saúde e o bem estar de qualquer ser humano se deverá sobrepor a qualquer vontade de aumentar as estatísticas do turismo no nosso concelho.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.