Porque você deseja tanto “Ser” aceito?

Pesquisas revelam que TODOS, em algum momento da vida quiseram “SER” aceitos por uma pessoa ou por um grupo.

No amor, no trabalho, na família ou em outros setores, tentar “agradar” é uma tarefa difícil para alguns, podendo causar dores de cabeça e insónia, provocados pela ansiedade.

Mesmo que inconsciente, buscar ser “aceito” profissionalmente, afetivamente ou socialmente, deixando de lado a própria personalidade, é mais comum do que possamos imaginar, independente da idade.

Enfrentar os medos e acordar todos os dias tendo que conviver consigo próprio, onde a responsabilidade de cada atitude é sentida apenas por nós, para alguns torna-se um “peso”.

Não saber o que desejamos e muito menos não aceitar quem somos, trás desequilíbrios emocionais e impossibilidade de realizações. É relevante refletirmos, porque continuamos a ser solícitos, mesmo não estando insatisfeitos.

O que te faz feliz? O que realmente te agrada?

Há quanto tempo você não sorri de si próprio?

Querer fazer parte de um grupo que não comungam com nossos pensamentos, abala nossos alicerces culturais gerando sentimentos conflituosos, onde fazer o que outros aceitam e o que REALMENTE queremos, é uma batalha constante que envolve ego, vaidade, carência, falta de identidade e acima de tudo, em casos mais latentes, pânico em ter que administrar a própria vida.

Sem radicalismos, apenas num conceito de observação, todas as vezes que uma pessoa fica submissa à personalidade alheia, consequentemente, a dela desaparece… Simplesmente para não contrariar quem queremos que “note” a nossa presença, descabidamente, com o tempo, ficamos resilientes a tudo, e vivemos a sombra da felicidade ou problemas dos outros, como se fosse um círculo vicioso, tornando-nos pessoas frustradas e apáticas.

Culpar os outros pela nossa falta de decisão, de não saber quem queremos “SER”, é ausência de coragem para viver as próprias escolhas, é um ato de covardia mental e física, pois ambos respondem a “altura” o que fazemos a favor ou contra nós mesmos.

Sejam conscientes que a VIDA é uma só, e com certeza a saúde e tudo a sua volta será mais positivo.

Glaucia Souza

Wellness Coach

Palestrante-Consultora

 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.