Tiago Fontes Mendes e José Paulo Miller com intervenções no Conselho Nacional do PSD e da JSD

Tiago Fontes Mendes

Os elementos da equipa social-democrata de juventude de Arouca foram recém eleitos nos respetivos Congressos Nacionais do PSD e da JSD para exercerem funções no Conselho Nacional das respetivas estruturas.

Tiago Fontes Mendes, eleito em Fevereiro, fez a sua primeira intervenção no Conselho Nacional do PSD que se realizou em Leiria, na noite da passada quarta-feira. Abordou questões relacionadas com saúde, nomeadamente a “tendência de progressiva degradação do Serviço Nacional de Saúde se for mantida a política de contenção e de corte, de privação de recursos e desvalorização do papel dos profissionais.”

Após uma breve reflexão sobre fatores que considera que farão aumentar as exigências da oferta do SNS no futuro, e de ressalvar problemas graves que estão aos olhos do cidadão no dia-a-dia que considera “inadmissíveis, inaceitáveis”, tais como “o problema da ala pediátrica do Hospital de São João, resposta a situações de emergência nos meses de Inverno e falta de investimento nos cuidados continuados e paliativos”, deixou à consideração do partido uma série de propostas a fazer na Assembleia da República ou em quaisquer fóruns de saúde, das quais se salientam de forma sintética “maior autonomia, responsabilização e fiscalização às administrações hospitalares; contínua aposta e melhoria dos serviços de proximidade, das unidades de saúde familiar e das equipas de emergência; maior aposta na medicina de prevenção e no planeamento a longo prazo; contínua aposta na formação médica e na investigação”.

Deixou ainda uma forte mensagem de solidariedade para com os profissionais de saúde que lutam por melhores condições de trabalho e pelos que depositam no SNS toda a sua esperança para ter melhor qualidade de vida, ressalvando não entender “como se perdoam dívidas a clubes de futebol só porque sim, como se injetam milhares de milhões de euros continuamente na banca pela gestão danosa dos gestores e dos políticos e se põe em causa um dos mais importantes pilares da nossa construção social, por falta de investimento”.

José Paulo Miller, vice-presidente da JSD Arouca foi eleito para o Conselho Nacional da JSD no passado mês de Abril, onde teve a oportunidade de apresentar uma moção designada “+Liberdade”, aprovada após discussão onde foi aclamada pelos militantes da JSD. A primeira reunião deste órgão realizou-se em Santarém ontem, reunindo jovens de todo o país para discutir políticas de juventude numa tentativa de construção de um “melhor futuro para todos, com mais oportunidades”.

Na sua intervenção fez questão de reafirmar convictamente as propostas defendidas na sua moção, “mais liberdade de escolha na saúde – criação de um seguro público de saúde, na educação – reorganização da rede pública de ensino superior e criação de um cheque ensino, segurança social – modelo misto público-privado; menos impostos na economia – redução significativa do IRC, eliminação PEC e redução da TSU”.

Apelou ainda à recém eleita presidente da estrutura laranja que preserve e enalteça o mérito dos seus militantes e o seu valor enquanto produtores de conteúdo político, dando valor à “capacidade de trabalho, ao conteúdo de todas as propostas de quem se move por convicções e luta por causas”.

Por último, deixou uma mensagem de confiança à estrutura e de vontade de contribuir com propostas credíveis para reafirmar a estrutura como um meio de defesa dos direitos da juventude: “Projetemos a voz da juventude portuguesa, unidos, juntos por um ideal.”

Os dois jovens arouquenses sentem a necessidade de lutar pelas causas da sua geração e estarão sempre dispostos a contribuir de forma séria para um debate cada vez mais esclarecido com a população de Arouca e de Portugal.

José Paulo Miller

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*