Praia Fluvial do Areinho novamente distinguida pela Quercus

A Praia Fluvial do Areinho, situada na freguesia de Canelas, integra pelo terceiro ano consecutivo, a lista das 390 praias com “Qualidade Ouro 2018”, segundo a Associação Nacional de Conservação da Natureza (Quercus).

O praia do Areinho localiza-se na margem do Rio Paiva e é considerada o ponto de partida de algumas atividades desportivas praticadas no Rio. É também um dos pontos de passagem dos Passadiços do Paiva.

Como já vem sendo hábito, a Quercus identifica, de acordo com os critérios estabelecidos pela própria associação, as águas balneares em Portugal classificadas como tendo “Qualidade de Ouro”, com base na informação pública oficial, disponibilizada pela Agência Portuguesa do Ambiente.

Segundo um comunicado da Quercus, foram identificadas “390 praias com “Qualidade de Ouro” em Portugal – menos 6 do que em 2017 – num total de 640 praias. Das praias identificadas, 342 são praias costeiras, 39 são praias interiores e 9 são de transição. Em comparação com 2017, há menos 9 praias costeiras galardoadas, existem mais 3 praias interiores e igual número de transição. Nos Açores foram distinguidas 39 praias (mais uma em relação a 2017), na Madeira foram distinguidas 19 praias (igual a 2017), e em Portugal continental 332 (menos 7 do que em 2017). O concelho com maior número de praias com “Qualidade de Ouro” é Albufeira com 22 praias, seguido de Almada com 17, Vila Nova de Gaia com 16, Vila do Bispo com 13, e Torres Vedras com 12.

Para uma praia ser classificada com “Qualidade de Ouro”, a água balnear tem de obedecer aos seguintes critérios:

– Qualidade da água ‘excelente’ nas cinco últimas épocas balneares de 2012 a 2017;

– Todas as análises realizadas, sem exceção, na última época balnear (2017) deverão apresentar resultados melhores que os valores definidos para o percentil 95 do anexo I da Directiva relativa às águas balneares; ou seja, para águas costeiras e de transição, todas as análises deverão apresentar valores inferiores a 100 ufc/100ml para os Enterococos intestinais e inferiores a 250ufc/100ml para Escherichia coli, e para águas interiores 200 ufc/100ml e 500 ufc/100ml, respectivamente.

Segundo o mesmo comunicado, “a avaliação efetuada pela Quercus é mais limitada em comparação com os múltiplos critérios para atribuição da Bandeira Azul, ao basear-se apenas na qualidade da água das praias”, já que o seu objetivo principal “é realçar as praias que ao longo de vários anos (cinco), apresentam sistematicamente uma água balnear de qualidade excelente (tendo em conta a classificação da legislação em vigor), e que, nesse sentido, oferecem assim uma maior fiabilidade no que respeita à qualidade da sua água”.

Todos os Municípios nacionais, com praias galardoadas, poderão solicitar a impressão da respetiva bandeira “Praia com Qualidade de Ouro”, através dos contactos gerais da Quercus. O hastear da primeira bandeira “Praia Qualidade de Ouro” realizar-se-á na praia da Pampilhosa da Serra, em data oportunamente a definir”.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*