Em mês de aniversário, Santa Casa da Misericórdia dá a conhecer projetos futuros

Maquete do ‘Burgães Garden’

A Santa Casa da Misericórdia de Vale de Cambra assinalou, no passado dia 5 de maio, 66 anos de existência. Neste sentido e com o objetivo de dar a conhecer alguns projetos que pretende levar a cabo, promoveu, no passado dia 27 de abril, um encontro com a imprensa, que teve lugar no Lar de Burgães.

Nos próximos seis anos, a Santa Casa da Misericórdia pretende concretizar um conjunto de investimentos, num valor que poderá rondar os 3 milhões de euros.

No Edifício Misericórdia pretende-se centralizar os serviços da infância, nomeadamente creche e pré-escolar, bem como proceder à criação de um centro lúdico, aberto à comunidade.

O projecto ‘Burgães Garden’ será desenvolvido por fases, fica nas imediações do lar e prevê a construção de 18 apartamentos T1 para seniores que pretendem manter autonomia, “onde as pessoas estão nas suas casas e têm um conjunto de serviços, como alimentação, lavandaria e outros, de que podem usufruir”, informou a instituição. No mesmo local haverá também um salão de chá aberto à comunidade, num espaço verde bem arquitetado.

Está também a ser construída no lar a ‘Sala Multiusos’, uma construção de 445m2 que tem como objetivo aumentar as potencialidades do lar ao nível das atividades, tais como cinema, workshops, festas temáticas, entre outros.

Paralelamente, a Santa Casa da Misericórdia tem em mãos outros projetos, tais como o lançamento do livro infantil ‘Tartaruga Patuga’, da autoria de professores da instituição, que decorrerá no mês de maio. Está também em curso o projeto ‘Alimentação Saudável, Vida Saudável – Combate ao Desperdício Alimentar’, um dos 23 projetos a nível nacional a ser contemplado com o prémio ‘Missão Continente’, único no distrito de Aveiro.

Para a concretização destes investimentos, a instituição conta com “fundos próprios, com a venda do usufruto dos T1, com o apoio ao nível do mecenato no âmbito do apoio ao sector social da infância e seniores e o restante será obtido com recurso a um empréstimo bancário, para o qual a provedoria já obteve aprovação da assembleia-geral”, afirmou Pina Marques, provedor da Santa Casa.

Maquete do ‘Salão Multiusos’

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.