Conferências de Arouca: A agricultura familiar em destaque

O que se entende por “Agricultura familiar”? Será que só são rentáveis os modelos de maior dimensão económica, privilegiados pelas políticas agrícolas implementadas em Portugal depois da adesão à UE, ou a agricultura familiar também pode ser compatível com a modernização, mesmo no caso do minifúndio, como é realidade da nossa região? Como aproveitar a pluralidade dos sistemas agroflorestais existentes e ter as condições necessárias para a sua mobilização para o desenvolvimento? Em que medida a agricultura familiar pode contribuir para uma alimentação saudável e variada?

Para refletir nestas questões que, certamente, dizem respeito à grande parte dos Arouquenses, o Círculo Cultura e Democracia promove duas atividades:

  • no dia 27 de abril, às 21h, uma conferência sobre “A agricultura familiar e as suas potencialidades de desenvolvimento”, com os engenheiros agrónomos Agostinho de Carvalho e José Ramos Rocha, como oradores, e com moderação da engenheira Graça Almeida, da Cooperativa Agrícola de Arouca.

  • no dia 28 de abril, às 10h , uma oficina sobre “Recolha, limpeza e conservação das sementes tradicionais”, com José Miguel Fonseca, agricultor; uma oficina que pretende desafiar os participantes a ganhar autonomia em termos de alimentação, aprendendo a identificar, recolher e conservar as sementes locais, dominar o ciclo completo da planta, permitindo assim a sua manutenção em vez da sua substituição por variedades híbridas generalizadas, que não têm a mínima hipótese de dar retorno ano após ano.

A conferência realizar-se-á no auditório da Loja de Turismo de Arouca, às 21h, e é de entrada livre.

A oficina terá lugar no Museu Municipal (antigo mercado), às 10h, com uma duração de cerca de 2h, sendo aberta ao público, mediante inscrição prévia para: circulomaisdemocracia@gmail.com

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*