Carnaval de Arouca marcado pela animação, tradição e sátira

Fotos: Carlos Pinho

O Carnaval é, tradicionalmente, a época do ano em que a sátira, crítica social e algumas partidas estão presentes um pouco por todo o país. Em Arouca não foi exceção e a animação reinou com os desfiles, carros alegóricos e disfarces apresentados. Apesar da chuva, milhares de pessoas assistiram aos desfiles das escolas, instituições e associações do município.

Em Arouca, as festividades carnavalescas começaram na sexta-feira, dia 9 de fevereiro, com o habitual desfile de Carnaval das escolas, pelas ruas da vila. Subordinado ao tema “Ano Europeu do Património Cultural”, o corso carnavalesco estendeu-se ao longo da avenida 25 de abril, onde centenas de mascarados deram cor à vila de Arouca. Participaram no desfile escolas como a E.B. Ponte de Telhe, E.B./JI Paços, Pólo Escolar de Santa Eulália, E.B. Canelas e Espiunca, entre outras.

Os foliões disfarçaram-se, como já foi referido, com trajes alusivos ao tema “Ano Europeu do Património Cultural”, apresentando máscaras como florestas, moinhos, agricultores, reis, música, doces conventuais e regionais, turistas, padres e freiras, política, lavadeiras, etc. Com uma manhã nublada, a adesão por parte dos arouquenses foi muito positiva, com milhares de pessoas a desfilar e a assistir ao cortejo que percorreu as principais artérias da vila de Arouca.

Os meninos da Escola Básica e Jardim de Infância de Serra da Vila, em Mansores, não se juntaram ao desfile na vila de Arouca, mas desfilaram pelas ruas de Mansores com chapéus identificativos do património cultural da freguesia, causando admiração no público presente.

Concurso de melhores mascarados voltou a atribuir prémios

Na segunda-feira de Carnaval, dia 12, jogou-se ao Entrudo na Praça Brandão de Vasconcelos, e elegeram-se os melhores mascarados tradicionais e de animação. Leu-se também o testamento e queimou-se o Velho do Entrudo, uma tradição Carnavalesca recriada pela Comissão de Melhoramentos de Souto Redondo.

José Carlos Brandão Santos, mascarado de “Turista do Arouca Geopark”, venceu o primeiro prémio do concurso de melhores mascarados, um cabaz no valor de 50€ e um prémio monetário de 100€. Em segundo lugar ficou Maria de Lurdes Fernandes Brandão com a máscara “As Marias”, que recebeu um cabaz de 40€ e um prémio monetário de 75€. O terceiro lugar foi para Ana Teresa Ferreira Carvalho com a máscara “Dragão”, tendo recebido um cabaz no valor de 30€ e 50€ em dinheiro. Este ano houve ainda o ‘Prémio Criatividade e Inovação’, atribuído a Vítor Manuel de Sousa Pinto Arouca Ferreira, que recebeu um prémio de 75€.

Do júri fizeram parte dois representantes da Câmara Municipal, um profissional da área das Artes (Prof. Carlos Gonçalves) e dois elementos do público recrutados na hora.

Corso Carnavalesco desfilou mesmo com chuva

Na terça-feira, dia 13 de fevereiro, saiu à rua o grande desfile de Carnaval Associativo. Apesar da chuva, mais de 300 foliões e cerca de 40 carros alegóricos desfilaram pela vila, “distribuindo” animação, humor, tradição e sátira.

O desfile contou com a participação da Associação Unidos por S. Tiago da Farrapa, Associação Desportiva e Cultural de Tropêço, Sociedade Filarmónica Santa Cruz de Alvarenga, Associação de Pais e Encarregados de Educação das Escolas e Jardim de Infância de Mansores, Teatro Experimental de Arouca, Associação Cultural, Recreativa e Desportiva de Chave, Comissão de Melhoramentos de Souto Redondo, Casa do Povo de Santa Cruz de Alvarenga, Associação Cultural e Desportiva de Urrô, Associação de Pais e Encarregados de Educação da E.B.1 e Jardim de Infância do Polo do Burgo e Associação Cultural e Recreativa Unidos da Regada.

Os participantes foram avaliados por um júri constituído por Maria Fernanda Oliveira, vereadora da Câmara Municipal; Isabel Bessa, Chefe da Divisão de Desenvolvimento Social da Câmara Municipal; Rafael Vaz, da Federação das Associações Juvenis do Distrito de Aveiro; João Martins, do Movimento Fotográfico de Arouca e professor Carlos Gonçalves, elemento da área das Artes. Na apreciação do júri, a Associação Desportiva e Cultural de Tropêço classificou-se em primeiro lugar, tendo recebido um prémio de 750€, seguida da Sociedade Filarmónica Santa Cruz de Alvarenga que conseguiu o segundo lugar e um prémio de 500€. O terceiro lugar foi atribuído à Associação de Pais e Encarregados de Educação das Escolas e Jardim de Infância de Mansores, que recebeu 250€.

Desfile do Agrupamento de Escolas de Arouca
Escolas desfilaram no dia 9
Máscaras de Carnaval das crianças da Escola de Santa Eulália
O Carnaval na Escola de Serra da Vila, em Mansores
As crianças de Mansores mascaradas com chapéus identificativos do património cultural da freguesia
Alguns vencedores do concurso de melhor mascarado
Jogou-se ao Entrudo na Praça Brandão de Vasconcelos
Desfile de Carnaval das Associações
Desfile das Associações saiu à rua no dia 13
Centenas de pessoas assistiram ao desfile do Agrupamento de Escolas de Arouca
Desfile de terça-feira saiu à rua mesmo com chuva

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*