Real Irmandade da Rainha Santa Mafalda elegeu novos corpos sociais

Tomaram posse no passado dia 2 de janeiro, na Biblioteca D. Domingos Pinho Brandão, os novos corpos sociais da Real Irmandade da Rainha Santa Mafalda. Carlos Teixeira de Brito é o novo juiz da Real Irmandade, sucedendo a Arnaldo de Pinho, que presidia a instituição desde 1989.

Para um novo mandato de quatro anos (2018-2021), conforme previsto nos seus Estatutos, a Assembleia Geral é constituída por:

– Arnaldo Cardoso de Pinho,

– José Brandão Pedro,

– Maria Josefina M. S. F. de Pinho Brandão.

Mesa Administrativa:

– Carlos de Sousa Teixeira de Brito,

– Maria Adelaide Noites Peres,

– José Manuel da Silva Valente Morais,

– Adriano Soares Pinto,

– Angelina Maria Soares Noites,

– Maria de Lurdes Correia Fernandes,

– Mário Cardoso Freire.

Conselho Fiscal:

– Luís Augusto Alves de Brito Lhamas,

– Jorge Manuel Moreira Gonçalves,

– Maria Cristina de Oliveira Saavedra.

Propondo-se dar continuidade, com novo impulso, a alguns projetos em curso, a nova Mesa Administrativa pretende concretizar e desenvolver o seu programa de candidatura, visando a definição de novos objetivos e a aplicação de medidas que garantam a modernização e divulgação do importante Museu de Arte Sacra. Com o objetivo de dinamizar e motivar toda a Irmandade para o seu envolvimento na modernização do Museu, a Mesa Administrativa pretende garantir a guarda e valorização do rico espólio do Mosteiro que, graças precisamente à ação da Real Irmandade, permaneceu em Arouca desde a morte da última freira, em 1886, ao contrário do que sucedeu com outros mosteiros do país.

Estão ainda previstas diversas iniciativas de âmbito cultural que, em breve, a nova Mesa apresentará no seu Plano de Ação, a submeter à Assembleia Geral.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*