‘Trauma Lips’ venceram a 7ª edição do Cambrafest

Vale de Cambra

‘Trauma Lips’ foi a banda vencedora do festival

Realizada no Parque Subterrâneo de Vale de Cambra, a grande final do Cambrafest decorreu no passado fim de semana, nos dias 27 e 28 de outubro. Quatro bandas disputaram a final, sendo que a grande vencedora da sétima edição do evento foi a banda ‘Trauma Lips’.

Parece que foi há pouco tempo que começamos, mas já vamos no sétimo ano consecutivo a realizar esta atividade”, afirmou João Coelho, presidente da direção da Associação Académica de Cambra, promotora do evento.

Desde a primeira edição que o Cambrafest tem vindo a afirmar-se no panorama musical, trazendo a Vale de Cambra bandas de norte a sul do paí­s. Este ano concorreram dezenas de bandas de garagem, das quais foram escolhidas 12, que se repartiram por quatro eliminatórias que decorreram nos bares da cidade.

A primeira eliminatória, que se realizou no dia 30 de setembro, no Praça Bar, contou com as atuações das bandas ‘Sardinha também é peixe’, ‘Maria sem pecado’ e ‘Teetzhanbubs’, sendo que a vencedora da noite foi a banda ‘Sardinha também é peixe’. Na segunda eliminatória, realizada a 7 de outubro, no Arcádia Caffé, estiveram a concurso as bandas ‘Panic Resort’, ‘Lineless’ e ‘Allma’, tendo esta última vencido a eliminatória. O Britannia foi o palco da terceira eliminatória, realizada no dia 14 de outubro, onde atuaram as bandas ‘Regius’, ‘Odd Switch’ e ‘Allamedah’, sendo que a vencedora foi ‘Odd Switch’. A quarta e última eliminatória teve lugar no Dunas, no dia 21 de outubro, e atuaram as bandas ‘The White Rhino’, ‘Colora’ e ‘Trauma Lips’, sendo que a vencedora da noite foi ‘Trauma Lips’.

À grande final, que decorreu no Parque Subterrâneo de Vale de Cambra, nos dias 27 e 28 de outubro, chegaram as bandas vencedoras das quatro eliminatórias, saindo vitoriosa desta sétima edição a banda ‘Trauma Lips’, de Lisboa.

O Cambrafest, organizado pela Associação Académica de Cambra, contou também com as presenças de António Freitas e Nuno Calado, ambos da Antena 3, e João Carvalho, diretor da Ritmos e organizador dos festivais ‘Vodafone Paredes de Coura’ e ‘NOS Primavera Sound’, que participaram no evento enquanto jurados.

Na apresentação do evento que decorreu na Praça Central, no dia 27 de outubro, esteve também Daniela Silva, vereadora da Câmara Municipal, que considerou o Cambrafest como um evento “importante e de relevo para o concelho”, já que “tem vindo a crescer e está já a ter projeção a nível nacional”, garantindo dar continuidade à parceria existente entre o município e o evento.

O balanço é bastante positivo. Sentimos que, combinando os vários estilos de música das bandas convidadas e a concurso, conseguimos a chegar a diferentes escalões etários da população. Notámos também um crescimento na presença de público de concelhos vizinhos e não só. Sentimos que estamos no caminho certo e que, a continuar assim, o CambraFest poder-se-á tornar num festival de referência a nível nacional”, afirmou João Coelho, em jeito de balanço.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*