Candidatos à Presidência da Câmara Municipal de Vale de Cambra dão a conhecer as razões das suas candidaturas – Entrevista a JOSÉ PINHEIRO

A cerca de duas semanas para as eleições autárquicas, o Discurso Directo publica as respostas dos candidatos à Câmara Municipal de Vale de Cambra, a um conjunto de questões comuns colocadas pelo nosso jornal. As razões da candidatura, a visão sobre o município e as principais ações do programa eleitoral são algumas das questões respondidas por José Pinheiro (CDS-PP), Pedro Almeida (PSD), Nelson Martins (PS) e José Gaspar (CDU). Fique hoje com a entrevista ao candidato do CDS-PP, José Pinheiro. 

Discurso Directo (D.D.): Quais as razões objetivas que o levam a candidatar-se à Presidência da Câmara Municipal?

José Pinheiro (J.P.): A principal razão da minha recandidatura é dar continuidade ao projeto que iniciei há quatro anos. Muito foi feito por Vale de Cambra e pela melhoria da qualidade de vida dos valecambrenses desde 2013. Mas o projeto com que me apresentei às últimas eleições autárquicas é um projeto a 20 anos. E como tal há ainda muito a fazer pelo desenvolvimento do concelho! Neste último mandato estivemos muito focados na resolução da situação económica e financeira do município e na sua recuperação. Um objetivo que alcançamos com sucesso e que nos permite encarar o futuro com alguma tranquilidade! Os próximos quatro anos serão de muita obra no nosso concelho – na educação, no reforço da rede de abastecimento de água e saneamento, no turismo, no ambiente – em todas as áreas cruciais para o desenvolvimento e reforço da atratividade de Vale de Cambra. A missão que me move a mim e à equipa que me acompanha neste desafio é dar continuidade ao compromisso assumido com os valecambrenses há quatro anos: Fazer Crescer Vale de Cambra.

D.D.: Que visão crí­tica tem sobre a realidade social, económica e política do município?

J.P.: O concelho de Vale de Cambra debate-se com um problema que é transversal a diversos municípios em Portugal: a perda e o envelhecimento da população. Nesta questão, o acesso à habitação e ao emprego são fundamentais para reforçar a atractividade do concelho. Em relação ao emprego, Vale de Cambra é efetivamente um concelho que tem uma das mais baixas taxas de desemprego do paí­s. Temos vindo a fazer uma aposta na educação e aqui tenho eu destacar o ensino técnico profissional superior em Vale de Cambra que permitirá dar resposta a uma necessidade premente de mão de obra qualificada. Em relação à habitação, já em 1989 quando era presidente da Junta de Freguesia de Codal havia muitos jovens casais com vontade de fixar residência no concelho. A este ní­vel, a Câmara nunca foi capaz de criar condições para incentivar a fixação destes jovens. Perdemos uma oportunidade única de crescer. Pretendo retomar esse dossier de forma séria e sustentada. Temos que encontrar soluções para fixar a população no nosso concelho.

D.D.: Do Programa Eleitoral que propõe quais as ações que destaca?

J.P.: Temos uma vasta agenda de obras programadas e financiadas. Temos já garantido um extraordinário envelope financeiro no âmbito do Portugal 2020: obras como a requalificação do cinema para Centro de Artes e Espectáculos, a requalificação da Biblioteca Municipal, a requalificação do Mercado Municipal, a requalificação do Centro da Cidade com particular atenção para a mobilidade, várias ciclovias, abastecimento de água e saneamento em S. Pedro de Castelões, Rôge e Macieira de Cambra, requalificação de várias escolas (Macinhata, Areias, Praça em Macieira de Cambra e a EB 23 de Dairas), caminhos florestais. A valorização das vias municipais, projetos na área do turismo e valorização ambiental, projetos na área da economia e indústria e muitas outras ações e projetos que vão de encontro ao que temos pensado para o desenvolvimento do concelho.

D.D.: Que ambição transporta consigo para estas eleições?

J.P.: Contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento de Vale de Cambra transformando este concelho numa referência na região norte do paí­s.

D.D.: Consigo que “tipo” de presidência de Câmara teremos?

J.P.: Uma presidência próxima de todos os valecambrenses. Dialogante e cooperante com todas as forças políticas. Que trabalhará¡ em estreita colaboração com todas as associações e colectividades do concelho. Aberta e participativa, mobilizadora e liderante e que ativamente contribui para a melhoria das condições de vida de todos os cidadãos.

D.D.: O que é para si e para a força polí­tica que suporta a sua candidatura um bom resultado?

J.P.: Alcançar a vitória no próximo dia 1 de outubro. Estou convicto que os valecambrenses renovarão a confiança em mim e na equipa que me acompanha. O trabalho que desenvolvemos nos últimos quatro anos é o nosso melhor cartão de visita.

D.D.: Que concepção tem sobre as competências que podem e devem ter as juntas de freguesia?

J.P.: As juntas de freguesia desempenham um papel fundamental no exercício da democracia e no auxílio próximo às populações, extravasando muitas vezes o seu papel e as competências. São geralmente a primeira instância de “poder” a que as populações recorrem já que são o mais próximo da população. Eu próprio fui durante 16 anos Presidente da Junta de Freguesia de Codal, um cargo que muito me orgulho de ter desempenhado e que me permitiu anos depois ter um conhecimento profundo do concelho e das necessidades da sua população.

D.D.: Quais os principais constrangimentos que hoje se colocam ao concelho?

J.P.: Tal como referi anteriormente, a questão do envelhecimento e a perda de população são dois grandes constrangimentos que temos que combater e para os quais a autarquia, em conjunto com empresas, associações, entidades públicas e privadas do concelho, tem que criar medidas e projetos. Este é um trabalho que a autarquia deve liderar mas que deve ser desenvolvido em estreita articulação com todos os protagonistas do concelho. Só desta união de esforços é que será possível encontrar soluções que contrariarem esta tendência negativa.

D.D.: …e os grandes desafios?

J.P.: Contas certas, equilíbrio financeiro, valorizar as pessoas e projetar Vale de Cambra como um concelho verdadeiramente exemplar.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*