Alvarenga perdeu final da Taça de Aveiro nas grandes penalidades

G.D.S.C. Alvarenga, 0 / S.C. Esmoriz, 0

A partida decorreu no Estádio Municipal de Aveiro e colocou frente a frente o Alvarenga e o Esmoriz, num jogo que decidia o vencedor da taça da AFA.

Num dos melhores estádios do país, as gentes de Alvarenga e Esmoriz ofereceram uma boa moldura humana e um apoio constante e frenético à sua equipa, abrilhantado ainda mais a festa da Taça Distrital, num jogo muito disputado e com emoção até ao último segundo.

A primeira parte foi de grande domínio do Alvarenga e a equipa de Pedro Costa poderia ter resolvido a partida não fossem os postes, por duas ocasiões e o guarda redes do Esmoriz, com três boas intervenções, que não permitiram que tal acontecesse.

Na segunda parte, o equilíbrio foi nota dominante, com ambas as equipas a tentarem o golo, mas apenas um bom lance para cada lado. Rafa teve pouco trabalho, ao contrário dos seus colegas da defesa que levaram com a única forma de jogar do Esmoriz, o futebol direto com lançamentos de 30 e 40 metros. O Alvarenga realizou uma boa primeira parte com várias oportunidades de golo e boas jogadas coletivas e, na segunda parte, foi mais cauteloso, acusando também o facto de ter assumido um estilo de jogo muito intenso no primeiro tempo. Os arouquenses mereciam sair vencedores mas, quando se chega ao momento das grandes das penalidades, a justiça não existe. Falharam o sexto pontapé e o Esmoriz marcou. Grande campanha desta jovem equipa que jogou melhor, mas a eficácia e a falta de sorte não permitiram que conquistassem o troféu.

O Alvarenga alinhou com: Rafa, Lucas, Galhões, Kaique, Luiz, Letz, Guaxupé, Milton, Mateus, Ricardo e Luizinho.

João Paulo Soares

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*