Santa Casa da Misericórdia apoia freguesia de Tropeço

Em Arouca

No passado dia 22 de dezembro foi celebrado, na sede do Centro Distrital da Segurança Social de Aveiro, um novo acordo de cooperação entre a Santa Casa da Misericórdia de Arouca e a Segurança Social, para as valências do serviço de apoio domiciliário e centro de dia.

Tratou-se de mais um passo, rumo à descentralização, no que concerne ao alargamento da vasta rede social, que a Santa Casa tem vindo a protagonizar ao longo dos últimos anos. “Reveste-se da maior importância, por se tratar de projeto social com mais de sessenta anos, que tem como base uma história de vida de alguém, cujo exemplo deve servir de reflexão para todos nós ”, afirmou Victor Brandão, provedor da instituição.

Em data, que não consigo precisar, um senhor chamado Adão de Almeida, natural de Tropeço, filho de gente humilde emigrou para o Brasil. Em respeito às dificuldades da vida, prometeu que, caso conseguisse atingir os seus objetivos, voltaria a Portugal e faria construir um altar à nossa senhora de Fátima, na igreja de Tropeço, e um edifício destinado a fins sociais, mais tarde designado por creche de Tropeço”, relatou o provedor em comunicado.

Durante todos estes anos, várias foram as tentativas da materializar este propósito, mas sem sucesso. Hoje, graças a um aglutinar de vontades entre a Santa Casa da Misericórdia de Arouca, a Junta de Freguesia de Tropeço, o Centro Social de Tropeço e a Segurança Social, este edifício foi reconstruido e adaptado, encontrando-se já em pleno funcionamento”, fez saber Victor Brandão. SCMA

1 Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*