Dores de cabeça – Tipos de Cefaleias

Dores de cabeça diárias, devem ser vigiadas, e não mascaradas com o uso contínuo de analgésicos.

Muitas pessoas limitam suas rotinas, dominados pela dor, não importando sua causa e consequência.

A Cefaleia crónica diária, é aquela dor de cabeça que perdura por mais de 15 dias em um mês, e por mais de três meses.
Existe quatro síndromes conhecidas que compõem a cefaleia crônica diária, enxaqueca crônica, cefaleia tensional crônica, hemicrania continua e cefaleia nova diária e persistente.

Casos assim, são mais frequentes do que se imagina, e precisam ser abordados e tratados de maneira diferenciada, com associação de tratamentos diversos e realizados por diferentes profissionais.

É por meio desse conceito que se desenvolveram os centros de tratamento de dor crônica, que viabilizam entre outros, o tratamento da cefaleia crônica diária.

Entre as mais frequentes, esta a Cefaleia tipo-tensão, ou seja, dor de cabeça tensional ou tipo-tensão. Ao contrário de uma enxaqueca, afeta a cabeça toda, e não apresenta sinais e nem sintomas associados.
Por não ser tão intensa quanto uma enxaqueca, sua característica apática, prejudica o dia a dia das pessoas da mesma forma.

As crises de dores potencializadas na região escapular, cervical e contraturas musculares, é uma das identificações para o tratamento da Cefaléia tipo-tensão, onde os medicamentos e a medicina física tem bons resultados quando unidos.

A famosa Enxaqueca e tão temida, em alguns casos, que resultam em afastamento social, pois em geral é pulsante, e normalmente afeta somente um lado da cabeça, ligada a alterações visuais, náuseas, vômitos, intolerância a luz e sons.
Pesquisas em países da Europa, mostram que a enxaqueca, atinge mais de 25% das mulheres e 11% dos homens, apresentando-se como crises de dor de cabeça.

Situações mais comuns que levam a provocar a Enxaqueca, fazem parte da vida de muitas pessoas, nomeadamente, alimentos, bebida alcoólica, privação de sono, tensão emocional, ciclo menstrual e alguns medicamentos vasodilatadores.

As neuralgias faciais e do crânio, são também dores de cabeça, porém, causadas por anormalidades na transmissão sensitiva dos nervos cranianos, como o nervo trigêmeo e o nervo glossofaríngeo. A dor nesses casos, é aguda, muito intensa, e segue a distribuição sensitiva do nervo afetado.

Quando o medicamento já não é uma solução para as neuralgias craniofaciais, o método de tratamento é cirúrgico.
Use a cabeça para pensar, evitando as dores de cabeça, no futuro!

Glaucia Souza – Wellness Coach

Colunista-Consultora-Palestrante

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*