Banco CTT abriu ao público em Vale de Cambra

Abriu ao público no passado dia 30 de novembro, o Banco CTT dentro na loja CTT de Vale de Cambra. Segundo Márcia Rodrigues, gestora da loja e do banco CTT no concelho, trata-se de um “banco simplicista, sem comissões e pensado para estar mais próximo da população”. Tal como nos confessou, “as expetativas são muitas porque é um banco diferente de todos os outros, é um banco que vai nascer de raiz e que tem tudo para ser um sucesso”.

A gestora de loja referiu que a adesão tem sido “bastante grande” e revelou-nos as várias vantagens que o banco CTT oferece: não há comissões, o primeiro cartão de crédito é oferecido, as transferências online são gratuitas, tal como os primeiros três levantamentos ao balcão. Além destes, o banco CTT engloba um conjunto alargado de serviços. “Depósitos à ordem, depósitos a prazo, zero comissões, zero manutenções, zero anuidade do primeiro cartão de débito, zero nas transferências realizadas através dos canais digitais, conta júnior, cartões de débito, homebanking CTT e App’s CTT. A nível digital também estamos preparados para tudo.”, enumerou Márcia Rodrigues.

Conforme nos contou, “inicialmente o banco vai abrir só com contas particulares e o nosso público alvo é o setor particular. Posteriormente poderemos trabalhar com empresas, mas para já vamos abrir com clientes particulares e trabalhar com crédito pessoal. Está previsto no próximo ano abrirmos crédito habitação, mas para já ainda não temos essa oferta”.

A responsável pela loja afirmou ainda que outra das vantagens do Banco CTT é o facto de estar próximo da população e destacou o horário alargado de atendimento ao público. “Enquanto a banca tradicional trabalha até às 15h/15h30, nós vamos trabalhar até às 18h00, o que também é melhor para a população que, na sua maioria, trabalha até tarde”.

Márcia Rodrigues referiu que o banco CTT vai contar com os mesmos colaboradores, que se vão dividir entre a parte postal e o banco. “O objetivo do banco CTT é trabalhar com os mesmos recursos humanos. Nós tivemos formação no Instituto de Formação Bancário e vamo-nos dividir entre a parte postal e a parte do banco CTT”.

Os primeiros Bancos CTT abriram a 18 de março e, até ao final do ano, prevê-se que fiquem abertas ao público 200 lojas a nível nacional, incluindo Açores e Madeira.

Texto e foto: Andreia Borges

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*